O melhor de novo

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, São José dos Pinhais, foi eleito pelo segundo ano consecutivo, o melhor do país pelo Prêmio Aeroportos + Brasil 2017, e também venceu nas categorias:  Restituição de Bagagem + Eficiente, Aeroporto + Cordial, Aeroporto + Confortável e Aeroporto + Limpo.
 
Foram ouvidas 55 mil pessoas ao longo do ano de 2016, numa pesquisa organizada pela Secretaria de Aviação Civil que tem margem de erro de 5%. O Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, foi eleito o aeroporto com mais facilidade ao passageiro.
 
Esta é a terceira edição do Prêmio Aeroportos + Brasil. Na primeira, em 2015, o Aeroporto Internacional do Recife foi eleito o melhor aeroporto do país.
 
Publicado na edição 210 - junho/2017

Repelente eletrônico

Com design moderno, funcional e discreto, o uso do repelente eletrônico da Chicco é simples e garante uma proteção extra contra os insetos, mosquitos e pernilongos através de sons ultrassônicos, imperceptíveis aos ouvidos humanos. Totalmente ecológico e seguro, seu uso é indicado para bebês, crianças e gestantes. O aparelho é pequeno, portátil e silencioso, e acompanha um clip que pode ser usado em qualquer ocasião, e uma pilha AAA com duração de até 100 horas de funcionamento. R$ 49,90.
 
(11)2246-2129 - www.chicco.com.br
 
Publicado na edição 208 - abril/2017

Como identificar notícias falsas

A equipe do On the Media montou um pequeno manual, com onze dicas simples que ajudam a separar o joio do trigo.
 
1.Sinais de que uma notícia pode ser falsa: manchetes inteiras em LETRA MAIÚSCULA ou fotos obviamente manipuladas.
 
2.O site tem muita publicidade, banners ou pop-ups? É um bom sinal de que a notícia pode ser falsa e que foi criada só para atrair internautas para o site.
 
3.Verifique o endereço do site. Sites falsos frequentemente adotam nomes parecidos com os de veículos de comunicação reconhecidos.
 
4.Se o site for desconhecido, procure informações no link “sobre este site”. Ou faça uma pesquisa no Google, colocando o nome do site e a palavra “falso”.
 
5.Clique nos links da matéria. (Notícias falsas ou de baixa qualidade jornalística tendem a remeter para sites similares). E se a matéria não trouxer links, citações ou referências, esse é outro motivo para desconfiar.
 
6.Confirme uma notícia improvável procurando por um veículo reconhecido que tenha publicado a mesma informação.
 
7.Confira a data original da notícia. Mídias sociais com frequência “ressuscitam” notícias antigas.
 
8.Leia além das manchetes. Elas frequentemente têm pouca relação com a matéria.
 
9.Fotos podem tanto estar identificadas incorretamente como podem ser antigas. Use um site de busca reversa de imagens, como o Google Imagens, para identificar a publicação original.
 
10.Use o seu instinto. Se uma notícia fizer você ficar com muita raiva, ela provavelmente foi construída para gerar essa reação.
 
11.Finalmente, se você não tem certeza de que a notícia é verdadeira, não reproduza. Na dúvida, não compartilhe.
 
Fonte: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo
 
Publicado na edição 208 - abril/2017

Headphone para esportistas

Desenvolvido para quem gosta de esporte, o headphone MDR-XB50BS, da Sony, possui autonomia de até 8 horas de bateria, é resistente à água e ao suor (podem ser utilizado para atividades indoor e outdoor) e possui microfone integrado para atender chamadas – além de controle para a reprodução de músicas e volume, quando conectado a um smartphone.
O modelo faz parte da linha Extra Bass - que garante graves potentes e surpreendentes. Tem ainda o seu acabamento em silicone, acompanha 3 tamanhos de almofadas e 3 arcos que permitem ajustes e garantem extremo conforto para praticar esportes por longos períodos. Possui tecnologia Bluetooth com fácil conexão via NFC, para livrar-se dos fios e poder escutar as suas músicas mesmo estando a até 10 metros de distância do smartphone. Nas cores preta e azul. R$ 499,99.  
 
 
Publicado na edição 208 - abril/2017

Compras em Puerto Iguazú

Miami e outros centros de consumo podem estar longe. Mas, aqui pertinho, na Tríplice Fronteira, tem um lugar que pode suprir essa vontade de consumir: o Duty Free, em Puerto Iguazú, poucos passos antes da aduana argentina – o que é uma vantagem, já que você não precisa fazer a imigração. Aberto todo o ano, das 10h às 21h, é um paraíso. Recentemente ampliou a área de perfumaria para oferecer novas marcas. Inaugurado em 2002, o Duty é dividido por seções, o que facilita as compras. Para quem fica em Foz, ligando 0800-645-4434 pode marcar transfer hotel-duty-hotel.
 
 
Publicado na edição 208 - abril/2017